sábado, 10 de abril de 2010

O Coordenador pedagógico e a formação docente

O Coordenador pedagógico e a formação docente

O professor coordenador deve ser capaz de identificar problemas de comunicação entre seus pares no ambiente escolar e estar preparado pra discernir sobre seu papel de atuação dentro da escola. A este profissional são atribuídos: 1) a resolução de problemas instaurados; 2) prevenção de situações problemáticas; 3) promoção de situações saudáveis do ponto de vista educativo e socioafetivo.
O inicio do ano letivo traz consigo especificidades no funcionamento escolar, uma nova realidade: escola nova, ciclo novo, espaço, exigências, professores e colegas desconhecidos; o retorno após o período de férias ou recuperação. Os alunos novos sofrem com a expectativa os veteranos com as eventuais mudanças na ordem já conhecida e a entrada de novos colegas; os professores também imaginam como serão seus futuros alunos, todos enfim voltam com energia renovada e expectativas para o trabalho que se inicia. Para tanto e preciso se ater aos aspectos reais e não ilusórios da escola, as pessoas passam a se relacionar a partir de imagens construídas em contextos que não o do trabalho educativo.
A escola deve agir em duas direções: a) conhecendo a própria realidade renovada a cada ano; b) criando canais efetivos de divulgação e comunicação dessa realidade; para tal tarefas especificas devem ser realizadas para essa finalidade, como o processo de Caracterização dos alunos, que da condições ao coordenador pedagógico para realizar a Montagem de sala de aula e também motivar uma Preparação dos professores para Recepção dos alunos.
A caracterização dos alunos antigos e feita em cima do seu conhecimento prévio, o conhecimentos do aluno dará suporte a atividades como montagem das turmas e orientação dos professores. Ocorrem dois graves problemas relacionados à caracterização:
1º ênfase nos aspectos cognitivos sem contemplar as esferas emocional interpessoal e valores.
2º tendências em utilizar a caracterização social e da família do aluno para justificar problemas escolares e comportamentos em sala de aula.
As idéias preconcebidas da escola sobre um aluno costumam prejudicar muito mais este e o seu futuro do que a própria situação familiar e social.
Com relação à montagem de salas o ideal para educação são as classes internamente heterogêneas, pois exibem em si a diversidade em sua composição: alunos diferentes uns dos outros quanto a sexo, aptidões, desempenho escolar, idade, interesses, gostos, entre outros e homogêneas entre si (parecidas umas com as outras). Porem muitos professores são contrários a esta idéia, pois acreditam que não permitem um bom trabalho.
Na preparação de professores e preciso ter em mente que o professor também precisa de um processo de adaptação, de certa forma a escola também para este é nova com seus alunos ingressantes, no material didático adotado que é diferente do anterior, etc. E muitas vezes a resistência dos professores a recepção dos alunos se deve ao fato da confusão entre recepção e sedução (circos, concursos de dança e outras coisas para atrair os alunos). A escola não pode fazer uso de atrações que nada tenham haver com seu cotidiano, a recepção dos alunos deve se pautar em dois aspectos básicos: trabalho/ construção de vinculo saudável.
A recepção dos alunos:
1. O primeiro dia de aula: é bom que a escola confeccione m calendário de inicio de ano escalonado com as turmas ingressantes, isso é bom para o contato aluno/escola. Distribuição de uma apostila com informes gerais, é importante que os alunos se sintam interagindo, explorando de maneira orientada os espaços da escola e conhecendo pessoas que serão referencia no dia a dia. Produção de atividades para serem afixadas em murais mostrando que aquele lugar é deles, criando assim uma relação afetiva entre aluno/funcionário/espaço. Para o aluno veterano também é importante o acolhimento inicial.
2. A primeira semana de aula: as tarefas devem ser curtas para que possam ser discutidas previa e posteriormente. O ano letivo tem inicio no primeiro dia de aula, os trabalhos começam nas primeiras atividades, não se deve seduzir o aluno com a ausência de trabalhos nos primeiros dias.
3. O primeiro bimestre: período de adaptação onde o professor deve estar atento ao ritmo da sala de aula, aplicando avaliações com o intuito de não perder de vista as dificuldades dos alunos.


Questões Texto 1

1) Qual o papel do coordenador pedagógico na escola?
2) O coordenador pedagógico deve ser autoritário?


Questões Texto 2

1) Como se dá a escolha dos alunos para a formação da sala de aula por homogeneidade ou heteromogeinidade? Justifique.
2) Como é a recepção dos alunos no inicio do ano letivo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário